a6173bacab718f7ee647f54f26af7da1

Regulamentada a profissão de Técnico de Segurança Patrimonial

A profissão de Técnico de Segurança Patrimonial teve seu regulamento aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), e deve abrir mais um leque de mercado de trabalho dentro da segurança privada e corporativa.

O projeto em questão abrange de forma mais específica os cursos Técnicos de Segurança Patrimonial, o que vai depender da grade curricular de cada instituição de ensino para que os profissionais formados possam se enquadrar no novo projeto e serem reconhecidos.

Enquanto o profissional  o TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO exerce a atividade voltada à segurança referente à saúde do trabalhador, a nova regulamentação oficializa no mercado o profissional da segurança patrimonial, com as atribuições de um Gestor de Segurança Privada

Conforme o texto aprovado é, entre outras, atribuições do técnico de segurança patrimonial:

  • Planejamento, organização, supervisão e operacionalização dos serviços de segurança patrimonial em empresas; e.
  • Organização, controle e fiscalização dos serviços de vigilância privada, próprios de empresa ou prestados por terceiros.

Tramitação: A proposta será agora analisada pelo Plenário da Câmara dos Deputados.

 

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Fechar Menu
WhatsApp chat