¨APAGÃO DE MÃO OBRA ESTA EM ANDAMENTO¨

APAGÃO DE MÃO DE OBRA EM ANDAMENTO

¨APAGÃO DE MÃO OBRA ESTA EM ANDAMENTO¨

Empregos no Brasil – Apagão de mão de obra está em andamento, esta é uma das manchetes do Jornal ¨ESTADÃO¨ do dia 25 de novembro no artigo do Jornalista Renato Jakitas. Em outras palavras, o Brasil caminha para uma falta absoluta de profissionais qualificados em 2020. Teremos muitas vagas, como hoje já existe, mas não temos mão de obra qualificada.

No entanto, hoje temos em torno de 12 milhões desempregados enquanto empresas como a CI&T está com dificuldades de preencher 500 vagas cujos salários girão em torno de 9 a 10 mil por mês. Da mesma forma, a RAPPI encontra grande dificuldade para preencher seus quatros.

Estes exemplos, citados na reportagem do ESTADÃO vem colaborar com a pesquisa de algumas empresas de recursos humanos com previsão de que até final de 2020 o déficit de mão de obra será maior que 1,8 milhões chegado em 2030 á mais de 5,7 milhões. Estes dados são estampados na pesquisa da Korn Ferry, segundo o Jornal.

Veja a reportagem completa no link: https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,apagao-de-mao-de-obra-no-pais-pode-limitar-crescimento,70003101312

Certamente, teremos um Brasil com muitos desempregados e, muitas vagas que não podem ser preenchidas.

Por que o APAGÃO DE MÃO DE OBRA está acontecendo?

– Falta de interesse das pessoas em se profissionalizar.

– Escolas que não focam na prática profissional.

– Alunos que buscam diplomas e, não conhecimento.

–  E por ai vai….

A falta de interesse e, a venda indiscriminada de curso sem conteúdo profissionalizante, cria uma ilusão na própria população. Temos muitos formandos mas, não temos o que as empresas necessitam, ¨qualificação¨.

Quando li a reportagem, pensei no que temos comentado, aqui na sala de Professores do Curso Êxito sobre este assunto. Eu vivi o uma história semelhante na década de 60 e 70 quando o Brasil tinha muitas vagas e poucos qualificados. Na época muitas empresas montaram seu próprio sistema interno de qualificação. Além disso foi também uma opção das empresas foi operar com expatriados, ou seja importaram muita mão de obra dos países vizinhos.

Lembro muito bem que na época ainda,  tínhamos alguns centros de excelência como, ETFPEL (Escola Técnica Federal de Pelotas) , a Escola Técnica PAROBÉ, a ESCOLA TÉCNICA DE SANTA RITA DO SAPUCAI entre outras.

Os formandos destas ESCOLAS eram recrutados imediatamente pelas empresas e, hoje galgam importantes posição de destaque profissional.

Digo tudo isso, e penso, o pensamento das pessoas era diferente, não se pensava nas facilidades e sim em aprender e ter sucesso no mercado profissional.

Como é hoje?

Hoje á maioria das pessoas procura cursos baratos (exemplo Pós Graduação por 70 reais, Faculdade por 80 reais, Curso Técnico por 60 reais etc.) sem pesquisar o que realmente aprender. O Diploma é o importante. Eu garanto para todos que realmente isto não é o importante para o mercado. O que o MERCADO quer é PROFISSINAIS com CONHECIMENTO e comprometidos com suas tarefas. O resto, posso afirmar, é bobagem, é complemento.

Para concluir eu quero dar um exemplo que tem ocorrido conosco:

Vaga de Secretária Escolar, 100 candidatas na seleção, a maioria com Diploma de Curso Superior, todas  querem um salário razovél, 99,9% não sabe usar o Pacote Office da MS.

Douglas Moraes

https://www.cursosexito.com.br/pos-graduacoes/

https://www.cursosexito.com.br/tecnicos/

 

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Fechar Menu
WhatsApp chat